É, a temporada de perseguição a Nicki Minaj está mais aberta do que nunca! Após ter sido anunciado como a capa e recheio da edição de Agosto da “Harper’s Bazaar” na Rússia a rapper vem recebendo dezenas de críticas da mídia americana, uma das mais absurdas veio do Jonathan Van Ness (do programa Queer Eye), via Twitter ele declarou:

“Rússia tem leis contra a comunidade LGBTQIA, a Chechênia, apoiada pelo país, tortura cidadãos da comunidade e você não pode nem falar nada para seus fãs LGBTQ+ nessa entrevista pois é ilegal na Rússia, qual é Nicki? Isso deve ter sido difícil né”, encerrou ele ironizando da rapper.

Via Twitter dezenas de fãs (e não fãs) questionaram a ação de Jonathan por conta da atual onde de ódio gratuito que Minaj vem recebendo, pois até os dias atuais, dezenas de outras mulheres americanas já foram capas da revista e então vieram alguns pisões na poc:

“Mas quando a Nicki faz é sempre um problema…Ah, aqui estão algumas cidadãs americanas na capa dessa revista em caso que você não saiba. Por que você não fala delas também?”, disse fã.

“Jonathan, eu não concordo em tudo com você. O governo da Rússia e ás pessoas na Rússia não são a mesma coisa! Existem muitos fãs russos (e a maioria gays) da Nicki que também merecem ver ela na capa de uma revista”, pisou outro.

Na verdade os fãs russos dela estão muito felizes em ver ela em uma de suas revistas pela primeira vez. Tchau, Jonathan!”, disse outro fã.

“Como uma pessoa trans russa eu sempre aprecio quando pessoas de outros países reconhecem nossa luta, mas não deve ser o primeiro pensamento quando alguém interage conosco e nossa mídia! Nós não somos o nosso governo e não devemos ser evitados como se fossemos uma praga“, disse outro perfil.

Dezenas de outros também concordaram com a publicação de Jonathan e acusaram Nicki de estar apoiando o regime homofóbico russo pelo fato da rapper estar na capa da revista. Vale lembrar que Roman Zolanski, alter-ego de Nicki, é um menino gay de Londres que esteve escondido em Moscou (capital da Rússia) nos últimos anos (declaração foi feita por Minaj na música ‘Roman In Moscow’).